Coronavírus: Maia defende redução de salário de servidores

Rodrigo Maia diz que a medida é um gesto simbólico.
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu nesta terça-feira (24) a redução do salário de servidores públicos durante a crise do coronavírus.

Para Maia, os servidores de todos os Poderes, sejam eles concursados ou detentores de mandato eletivo, têm estabilidade e podem dar uma contribuição importante nesse momento de crise.

LEIA TAMBÉM:
Casos de coronavírus ultrapassam 2 mil no Brasil; confira os últimos números

STF garante a estados e municípios o poder de restringir a locomoção de pessoas

MP 927 só atende empresários e reduz direitos, diz Dieese

De acordo como presidente da Câmara, alguns servidores podem ser excluídos dessa proposta, como os que ganham menos e os que estão no enfrentamento da pandemia no País.

“É um gesto que todos precisamos fazer, claro, excluindo os servidores que ganham menos, os que estão no enfrentamento. São aqueles que podem dar uma colaboração importante, nesse momento, sem oportunismo, com os três Poderes avaliando como vai avançar a crise e tomar a decisão de ajudar o orçamento do governo federal”, justificou Maia.

“Acho que a gente consegue uma economia em três meses que ajuda. Claro que o volume do problema é bem maior, mas tem certas horas que o que conta não é o valor, mas o simbolismo no enfrentamento da crise”, completou.

Com informações da Agência Câmara.