“Bolsonaro já não consegue demitir os próprios ministros”, aponta Flávio Dino

Publicado em 31 março, 2020

Em meio ao desgoverno incontrolável que se tornou o mandato de Bolsonaro a frente da presidência, as principais lideranças políticas do Brasil vão se posicionando ao relação à situação nacional.

A pandemia do Coronarvírus está opondo quem quer preservar vidas, apostando no isolamento, e quem quer manter os lucros dos empresários, mesmo à custa de muitas mortes.

Nessa confusão, o presidente Bolsonaro se isola cada vez mais e já não governa na prática. Veja o que disse Flávio Dino:

“Mais um grande sinal de crise de governabilidade: o governante já não consegue demitir seus próprios ministros. Não os coordena, não os suporta, mas não tem força para fazer substituições. Passada a crise sanitária, Brasil vai ter que encontrar saída para a crise institucional.”

Tudo o que ele disse já é mais ou menos consenso no meio político. Difícil vai ser esperar “passar a crise sanitária”, para encontrar saídas.

Mas, quem são os ministros que Bolsonaro poderia demitir: Mandetta, Guedes, Moro? Depende para que caminho Bolsonaro quer levar o governo. E tem que ver também quem estaria disposto a ir junto…

LEIA TAMBÉM
Moro viras as costas para Bolsonaro e apoia ministro da Saúde

Marco Aurélio Mello dá prosseguimento a pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro

Sérgio Moro fala à CNN, após ser chamado de “egoísta” por Bolsonaro; assista

Justiça Federal determina transferência de fundo eleitoral de R$ 2 bi para o combate à COVID-19