Bolsonaro faz live mascarado e pede cancelamento de manifestação por causa do coronavírus; assista

Compartilhe agora

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizou sua tradicional live, nesta quinta-feira (12), usando uma máscara por causa da suspeita de contaminação pelo coronavírus.

Ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, Bolsonaro explicou que estava mascarado porque um dos integrantes de sua comitiva nos Estados Unidos deu positivo o exame.

O presidente se referiu ao secretário de Comunicação da Presidência da República, Fabio Wajngarten, que teve a contaminação pelo coronavírus confirmado.

Bolsonaro também explicou que ele, aos 64 anos, está no grupo de risco. Logo, disse ele, só deixará a máscara após o resultado do exame a que foi submetido após retorno dos EUA.

Durante a transmissão ao vivo, Jair Bolsonaro disse que é a favor à manifestação de domingo (15), mas sugeriu que os protestos contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal fossem cancelados. “Os hospitais não teriam como atender a todos, se forem contaminados”, afirmou.

Bolsonaro gravou um pronunciamento que vai ao ar, em rede nacional, às 20h30 de hoje.

LEIA TAMBÉM
#BolsonaroVirus derruba bolsa em 14,78% no dia que dólar chegou a R$ 5

País tem 73 casos de coronavírus confirmados e 907 suspeitos, diz Ministério da Saúde

Trump quase não teve interação com secretário brasileiro com coronavírus, diz Casa Branca

Assista ao vídeo:

Parte 1

Parte 2