Bolsonaro cogita cancelar atos do dia 15 de março

Compartilhe agora

O presidente Bolsonaro cogita cancelar os atos de 15 de março contra o Congresso e o STF. O presidente estaria sendo aconselhado por ministros e assessores a suspender os ataques aos outros poderes em nome de uma agenda positiva para reverter o fiasco da economia.

A informação foi revelada pela jornalista Vera Magalhães, confira:

Segundo o blog BR Político do Estadão, o aceno ao entendimento e o convite a que o governo lidere a agenda de reformas, feito pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi visto no governo como um convite a uma trégua na guerra entre os Poderes..

Bolsonaro está sendo aconselhado a fazer um gesto de “estadista” e dizer que a “saúde do povo brasileiro tem de vir antes de brigas políticas menores”.

Resumindo, ir para as ruas num momento de profunda crise poderia ser um grande tiro no pé do bolsonarismo. O isolamento do presidente é cada vez maios e sem entendimento pode vir um pedido de impeachment por aí.

Com informações do Estadão.

LEIA TAMBÉM
Ações da Petrobras têm maior queda da história com tombo dos preços do petróleo

Política econômica desastrosa de Paulo Guedes é assunto no Twitter nesta segunda

Efeito Bolsonaro: Dólar vendido a R$ 4,79 nesta manhã; BC ‘torra’ reservas