Rio sem água: Volta às aulas é adiada pela Prefeitura

O início do ano letivo nas 1.500 escolas da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro foi adiada de quarta (5) para quinta-feira (6), por causa da interrupção no fornecimento de água.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação explicou que decidiu adiar o início das aulas deste ano porque que muitas escolas estavam sem água.

Em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, muitos moradores desistiram de consumir o líquido distribuído pela companhia e passaram a utilizar fontes naturais localizadas no município para o consumo diário.

LEIA TAMBÉM
Tribunal de Justiça do RJ confirma a quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro

Damares escolhe o Nordeste para receber implantação do plano ‘foda zero’

Além da falta, a água distribuída é de aspecto, cor e cheiro desagradáveis. Água turva mesmo. A Cedae atribuiu o problema à presença da substância geosmina na água. De acordo com a Cedae, a geosmina é uma matéria orgânica produzida por algas e não representa risco à saúde dos consumidores.

É a velha tática de depreciar um serviço público para justificar a sua privatização.

Com informações de agências.