Partidos de esquerda e movimentos sociais unificam agenda contra o golpe de Bolsonaro


Os partidos de esquerda – PT, PSOL, PCdoB, PSTU, UP e PCB -, as centrais sindicais e os movimentos sociais unificaram a agenda de mobilização contra o golpismo do presidente Bolsonaro, que nesta semana convocou via redes sociais atos públicos pelo fechamento do Congresso Nacional e do STF.

As organizações políticas e sociais iniciaram a convocação de suas bases para as manifestações e concentrações populares de caráter nacional. Ao mesmo tempo, o governo da extrema-direita e empresários bolsonaristas financiam e preparam os atos golpistas chamados para o dia 15 de março.

LEIA TAMBÉM:

8 M: Mulheres farão atos de protestos contra Bolsonaro em todo país

Confira o calendário unificado dos partidos de esquerda e dos movimentos sociais:

• Dia Internacional de Luta das Mulheres, dia 8 de março, em todo país;

• Ato Dois Anos do Assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, dia 14 de março em todo país;

• Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação, Serviço Público, Estatais, Emprego e Salário, Soberania, Defesa da Amazônia e Agricultura Familiar – 18 de março (#18M)