Glenn Greenwald: execução de Adriano causou dilema nos Bolsonaro

Publicado em 10 fevereiro, 2020
Compartilhe agora!

O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, pelo Twitter, afirmou nesta segunda-feira (10) que a execução do ex-capitão do BOPE Adriano da Nóbrega causou um severo dilema no clã Bolsonaro.

Para o responsável pela “Vaza Jato”, é muito difícil saber o que dizer aos Bolsonaro sobre a morte de Capitão Adriano.

“Por um lado, você deseja oferecer condolências pela perda de um amigo da família”, disse o jornalista americano.

O ex-capitão do BOPE foi morto neste domingo (9) na zona rural de Esplanada, interior da Bahia, em circunstâncias suspeitas. O advogado do miliciano relata que seu ex-cliente temia ser assassinado como queima de arquivo.

Adriano da Nóbrega estava foragido e era apontado como chefe do escritório do crime organizado no Rio de Janeiro.

LEIA TAMBÉM
Nassif: todos as hipóteses levam aos Bolsonaro

Ministério de Moro sabia de operação que resultou na morte de miliciano

Eduardo Bolsonaro estava na Bahia no dia da morte do miliciano Adriano

Queiroz pode ser a ‘bola da vez’ da milícia, após ‘queima’ de Adriano

A morte do miliciano Adriano e as incríveis coincidências do clã Bolsonaro, por Jeferson Miola

Requião: “Quem mandou matar Marielle seguramente ordenou a execução de Adriano”

Compartilhe agora!