Evangélicos querem R$ 1 bi de indenização da Netflix e Porta dos Fundos

Compartilhe agora

A Igreja Pentecostal Brasa Viva está processando a Netflix e o grupo Porta dos Fundos e pede o pagamento de R$ 1 bilhão de indenização por danos morais.

O motivo é o especial de Natal de 2018: “Se beber, não ceie”. O processo está em fase de autuação na 5ª Vara Cível Regional de Campo Grande (RJ).

LEIA TAMBÉM
Porta dos Fundos mostra como funciona o RH no governo Bolsonaro; assista

Censura ao Porta dos Fundos é “absurda” e “sem fundamento”, dizem especialistas

Daciolo profetiza sobre a Porta dos Fundos: “Porchat vai encontrar Jesus”; assista

Segundo a Netflix o especial é “uma sátira de inspiração bíblica, os apóstolos acordam de ressaca no dia seguinte à Última Ceia e percebem que Jesus Cristo sumiu.”

Com agências.