Em reunião com a FUP, Maia e Alcolumbre se comprometem a buscar interlocução com a Petrobras

Publicado em 13 fevereiro, 2020
Compartilhe agora!

Dirigentes da FUP, da CUT e de sindicatos petroleiros realizaram na tarde desta quarta-feira, 12, uma importante reunião com os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre. O encontro foi articulado por líderes de diversos partidos do campo progressista, que também participaram da conversa.

Os petroleiros explicaram o impasse criado pela gestão da Petrobrás, que tem se recusado a negociar com a FUP alternativas para evitar as demissões dos trabalhadores da Fafen-PR, bem como os demais pontos referentes ao descumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho.

LEIA TAMBÉM:
Para a velha mídia, ‘tá ruim, mas tá bom’ com Bolsonaro

Lula e Papa Francisco debaterão o combate à pobreza

Boulos: “Guedes é a síntese do que há de mais podre na elite brasileira”

A FUP e a CUT cobraram a intervenção dos parlamentares para que a gestão da Petrobrás abra um canal de diálogo com a Comissão Permanente de Negociação da FUP, que está há 13 dias buscando interlocução com a empresa. Os presidentes da Câmara e do Senado se comprometeram a buscar uma saída para o impasse, junto ao governo e à direção da Petrobrás.

Outra ação tirada na reunião com os petroleiros foi denunciar a gestão da Petrobrás por estar retalhando a empresa, transformando ativos em subsidiárias para, assim, continuar privatizando a estatal, sem autorização legislativa, como decidiu o Supremo Tribunal Federal (STF), no ano passado.

“Os presidentes da Câmara e do Senado vão recorrer ao Supremo para impedir que o governo aja ilegalmente para privatizar a Petrobras. O STF diz que a Petrobras só pode ser vendida com autorização legislativa, mas que as subsidiárias não precisam da autorização. A atual direção está criando subsidiárias artificialmente, retalhando a empresa para vender sem passar pelo Congresso”, afirmou o deputado federal Henrique Fontana (PT/RS), que participou da reunião.

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB/RJ), que também esteve presente ao encontro, comemorou o resultado da reunião. “É uma vitória dos trabalhadores mobilizados, das ocupações aguerridas, das ruas que pressionam e da política que constrói saídas rápidas”, declarou em seu perfil no Twitter.

As informações são da FUP.

Compartilhe agora!