Eduardo Bolsonaro estava na Bahia no dia da morte do miliciano Adriano

Publicado em 10 fevereiro, 2020

O deputado Eduardo Bolsonaro está na Bahia desde a semana passada. Ele esteve na Câmara Municipal de Salvador, na sessão especial em homenagem aos combatentes da segunda guerra mundial.

O ex-futuro embaixador chegou a Salvador dois dias antes da morte do miliciano Adriano de Nóbrega numa operação da polícia na cidade de Esplanada.

LEIA TAMBÉM
Adriano da Nóbrega, suspeito de assassinar Marielle, é morto em tiroteio na Bahia

Queiroz pode ser a ‘bola da vez’ da milícia, após ‘queima’ de Adriano

Moro e Bolsonaro se calam diante da execução do miliciano Adriano

Adriano de Nóbrega, suspeito de assassinar a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), morreu em tiroteio com a Polícia Civil do Rio de Janeiro na manhã deste domingo (9).

Adriano era o chefe da milícia do Escritório do Crime e tinha fortes ligações com o clã Bolsonaro, em particular com o atual senador Flávio Bolsonaro.

O ex-policial carioca estava escondido na cidade e passou a ser monitorado por equipes Superintendência de Inteligência (SI).

Adriano de Nóbrega foi localizado em um imóvel, na zona rural da cidade. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, ele teria resistido à prisão, atirando contra os policiais. Ferido, o acusado chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Com o foragido foi encontrada uma pistola austríaca calibre 9mm.

Com informações da Revista Fórum