Dilma diz que Bolsonaro está destruindo o Bolsa Família

Compartilhe agora

A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) criticou nesta segunda-feira (10) o desmonte do programa Bolsa Família promovido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em texto publicado em seu site, Dilma afirmou que Bolsonaro age intencionalmente para destruir o programa de transferência de renda porque despreza os mais pobres.

“Bolsonaro não está apenas abandonando o programa, mas pretende destruí-lo. O desprezo pelas necessidades dos mais pobres revela em toda a sua perversa dimensão a desumanidade da agenda neoliberal aplicada pelo seu governo”, acusou a ex-presidenta.

LEIA TAMBÉM:
Coração de pedra, Bolsonaro deixa de 1 milhão na fila do Bolsa Família

Paulo Maluf ‘surfa’ nas ondas da enchente em São Paulo

Nassif: todos as hipóteses levam aos Bolsonaro

Na publicação, Dilma destacou que nos governos do PT “o Bolsa Família atendia 14 milhões de famílias, resgatou 36 milhões da miséria, colocou 17 milhões de crianças na escola, reduziu a mortalidade infantil por desnutrição em 58% e por diarreia em 46%”.

Confira a íntegra do texto de Dilma:

Famílias de volta à miséria

O governo Bolsonaro está desmontando o Bolsa Família e submetendo milhões de brasileiros à fome e à miséria. Não o faz por incompetência, mas por método: matéria da Folha denuncia que TODOS os 200 municípios mais pobres do Brasil tiveram suspensão ou recuo no atendimento do Bolsa Família.

O Bolsa Família está sendo congelado nas regiões mais carentes do Brasil, onde vivem os que mais precisam. Há cidades em que nenhuma família é atendida há 8 meses. Mais de 1 milhão de famílias aguardam na fila a inclusão no programa. Em 2019, o número de famílias atendidas caiu 1,2 milhão.

Nos nossos governos, o Bolsa Família atendia 14 milhões de famílias, resgatou 36 milhões da miséria, colocou 17 milhões de crianças na escola, reduziu a mortalidade infantil por desnutrição em 58% e por diarreia em 46%. Foi considerado o melhor programa de transferência de renda do mundo.

Bolsonaro não está apenas abandonando o programa, mas pretende destruí-lo. O desprezo pelas necessidades dos mais pobres revela em toda a sua perversa dimensão a desumanidade da agenda neoliberal aplicada pelo seu governo. Destruir o Bolsa Família é um crime contra a Nação.