Deputadas reagem a Bolsonaro: “Brasil deu uma fraquejada e tem um presidente machista no Planalto”

Compartilhe agora

Deputadas do PT, PCdoB, PSOL, PSB e da Rede protestaram no plenário da Câmara dos Deputados na noite desta terça-feira (18) contra o tratamento misógino e desrespeitoso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à jornalista Patrícia Campos Mello, do jornal Folha de S.Paulo.

LEIA TAMBÉM:
PCdoB repudia machismo e ataque à Democracia por Bolsonaro

Ataque a Patrícia Campos Mello é “cortina de fumaça” para caso Adriano, diz jornalista do Estadão

Bolsonaro já agrediu outras jornalistas; confira

As parlamentares também divulgaram nota de repúdio ao presidente.

“Infelizmente, o Brasil deu uma fraquejada e tem um presidente machista no Palácio do Planalto, discursou Fernanda Melchionna (PSOL-RS).

Leia a nota de repúdio:

Nota de repúdio ao presidente da República Jair Messias Bolsonaro

As deputadas federais abaixo assinadas vêm a público declarar total repúdio à declaração do Presidente da República Jair Bolsonaro sobre a jornalista Patrícia Campos Mello, ao dizer que “Ela queria um furo. Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim (risos)”.

A declaração absolutamente desrespeitosa e incompatível com a postura de um Presidente da República se referia à mentira contada pelo ex-funcionário da empresa Yacows durante depoimento prestado à CPMI das Fake News, de que a jornalista teria oferecido favores sexuais em troca de informações.

A própria jornalista publicou prints da conversa com o ex-funcionário, mostrando que foi ele quem insistiu em ir além da relação profissional, convidando-a para sair. Mas isso não foi suficiente para deixá-la a salvo dos ataques na internet e nem mesmo do Presidente Bolsonaro, que já foi condenado por atacar a dignidade sexual de uma parlamentar mulher, e que constantemente ataca a profissão de jornalista.

Esse tipo de discurso não ataca só a jornalista Patrícia, mas todas as mulheres que cotidianamente são vítimas de violência, seja dentro de casa, no transporte público e no próprio ambiente de trabalho.

Por isso repudiamos veementemente a postura do Presidente Jair Bolsonaro de, mais uma vez, atacar jornalistas e os direitos e a dignidade das mulheres em nosso País.

Assista ao vídeo: