China tem mais de mil mortos em consequência do coronavírus

Compartilhe agora

A Comissão Nacional de Saúde da China afirmou que mais 108 pessoas morreram pelo novo coronavírus, na segunda-feira, fazendo com que o total de mortes no país chegasse a 1.016.

Algumas das mortes foram registradas fora de Hubei, a província mais afetada, incluindo as cidades de Pequim e Tianjin. Trata-se da primeira vez que o número de mortes ultrapassou 100 em um único dia.

LEIA TAMBÉM:
Dilma será presidente de honra da Fundação Perseu Abramo

Apoio a Bolsonaro começa a desmilinguir nas redes sociais, diz estudo

Apagão no INSS: 108 mil mulheres têm o salário maternidade atrasado

Autoridades sanitárias chinesas também disseram que 2.478 pessoas foram confirmadas como tendo sido infectadas, na segunda-feira, fazendo com que o total de pacientes no país chegasse a 42.638.

Na terça-feira, o Comitê do Partido Comunista em Hubei anunciou que as duas principais autoridades sanitárias da província haviam sido demitidas.

Nenhum motivo foi dado, mas acredita-se que elas tenham sido responsabilizadas pela propagação do vírus.

Já autoridades municipais de Wuhan, na província de Hubei, afirmaram ter proibido que pessoas com febre busquem tratamento em instituições médicas fora dos distritos em que vivem.

Mais de 1,5 mil pessoas foram confirmadas como tendo sido infectadas em Wuhan, somente na segunda-feira. A cidade trabalha para prevenir o alastramento do vírus o máximo possível por meio da restrição de circulação de pessoas.

As informações são da NHK.