Bolsonaro toca o ‘foda-se’ e demite geral no Inmetro

Compartilhe agora


O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (22) que demitiu toda a diretoria do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) “Implodi o Inmetro. Implodi. Mandei todo mundo embora”, disse. É a política do ‘foda-se’ sendo aplicada por Bolsonaro na administração pública.

A presidente do Inmetro, Angela Flores, já havia sido exonerada nesta semana por conta do caso dos taxímetros e da exigência de mudanças de tacógrafos por um modelo digital.

“Não temos de atrapalhar a vida dos outros. É facilitar a vida de quem produz. Os novos taxímetros, faça diferente. Os novos tacógrafos, tudo bem. Agora tirar do pessoal, mandar trocar, não. Vai ter de implodir, cortar a cabeça de todo mundo”, afirmou o presidente, no Guarujá, litoral sul de São Paulo, onde descansa na feriadão de Carnaval.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro quer acabar com o SUS; Bernie Sanders propõe criação de um SUS

Bolsonaro, Moro e Guedes são alvos de foliões no Carnaval 2020

WikiLeaks: Em Londres, centenas marcham contra extradição de Assange

Questionado sobre quantos foram demitidos, Bolsonaro disse que a presidente e “uma meia dúzia da diretoria” foi dispensada pelo “excesso de zelo”.

Para presidir o Inmetro foi indicado o coronel Marcos Heleno Guerson de Oliveira Junior.