Bolsonaro prorroga Garantia da Lei e da Ordem no Ceará

Compartilhe agora


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou, nesta sexta-feira (28), um novo decreto para estender por mais uma semana a operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Ceará. Com a decisão, o Exército continua no comando da segurança pública no estado.

Em meio ao motim de policiais militares, o governador Camilo Santana (PT) havia solicitado a presença das forças de segurança federais para conter a ação criminosa de milicianos infiltrados na PM.

Desde o início do motim, o estado registrou mais de 190 homicídios e 43 policiais militares foram presos por deserção.

LEIA TAMBÉM:

No Ceará, Moro agiu como capanga do bolsonarismo

Ceará sob comando do Exército; mais tropas são deslocadas para reforçar GLO

Presidente Bolsonaro e suas fake news são mais perigosos que o coronavírus

Conforme decisão judicial expedida na quinta-feira (27), os policiais permanecerão detidos. Eles foram presos no sábado (22) por faltarem a uma convocação de trabalharem na Operação Carnaval.

Além dos policiais presos, outros 230 foram afastados do cargo por crime de “motim, insubordinação e abandono de posto”. Os profissionais tiveram o salário cortado pelos próximos três meses e terão de devolver distintivo policial, algema e arma.

*Com informações de O Globo