8 M: Mulheres farão atos de protestos contra Bolsonaro em todo país

Compartilhe agora


O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, seré marcado por atos de protestos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). As organizações femininas convocam manifestações para diversas cidades pelo país em repúdio aos ataques de Bolsonaro contra os direitos sociais e à democracia.

Em São Paulo, o protesto acontecerá na Avenida Paulista, a partir das 14h, com as palavras de ordem “Por nossas vidas, democracia e direitos! Justiça para Marielle, Claudias e Dandaras!”, diz texto de convocação dos atos.

De acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), os protestos “vão destacar as mulheres negras”, além das mulheres indígenas, lésbicas, bissexuais e transgêneros, pois elas são as que mais sofrem ataques trabalhistas.

LEIA TAMBÉM:

Efeito Bolsonaro: Dólar dispara e chega pela primeira vez em R$ 4,47

Mônica Bergamo ironiza os robôs bolsonaristas do Twitter

Presidente da Fundação Palmares demite negros para formar equipe de “extrema-direita”

A entidade citou, ainda, os ataques machistas de Bolsonaro a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo. O presidente declarou que a repórter “queria dar o furo a qualquer preço” contra ele.