44 PMs amotinados têm prisão preventiva decretada no Ceará

Compartilhe agora

O juiz Roberto Soares Bulcão Coutinho, da 17ª Vara Criminal de Fortaleza, decretou a prisão preventiva de 44 policiais militares amotinados no Ceará.

Eles haviam sido presos em flagrante. Em audiência de custódia, a medida cautelar foi confirmada, para que fiquem detidos por tempo indeterminado.

Mais de 170 assassinatos já foram cometidos no Estado durante a paralisação da categoria que dura 11 dias.

LEIA TAMBÉM
Moro diz que greve de PM é crime, mas não quer tratar PMs como criminosos

No Ceará, Moro agiu como capanga do bolsonarismo

Ciro Gomes: tem o dedo de Bolsonaro no gatilho desse atentado contra Cid

O governo Camilo Santana (PT) busca fechar acordo com os amotinados, mas após sucessivas reuniões, a crise continua. Dentre uma lista de 17 reivindicações estão a anistia a processos disciplinares e a revisão da política de reajuste salarial do governo Santana e de seu antecessor, Cid Gomes.

Com informações do Portal UOL.