Trump decreta novas sanções contra o Irã nesta sexta

Donald Trump faz pronunciamento na Casa Branca após ataque iraniano a uma base militar no Iraque, resposta ao assassinato do general Qassem Soleimani — Foto: Evan Vucci/AP

O Governo de Donald Trump decretou nesta sexta-feira (10) novas sanções contra o Irã. As medidas foram anunciadas pelos secretários do Tesouro, Steve Mnuchin, e de Estado, Mike Pompeo.

As sanções visam oito dirigentes do estado iraniano, entre eles estão o secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do país persa, Ali Shamkhani, e o comandante do grupo paramilitar Basij, Gholamreza Soleimani.

As medidas também atingem empresas dos setores manufatureiro, têxtil e siderúrgico. “Os Estados Unidos miram oficiais iranianos de alto escalão por seu envolvimento e cumplicidade nos ataques com mísseis balísticos. Também sancionamos as maiores siderúrgicas do Irã e novos setores da economia iraniana, como construção civil e mineração”, disse Mnuchin.

Segundo o secretário, as sanções permanecerão em vigor “até que o regime pare de financiar o terrorismo global e se comprometa a nunca ter armas nucleares”. As medidas bloqueiam propriedades e ativos das pessoas envolvidas que estiverem sob jurisdição americana e proíbem negociações com as empresas atingidas.

LEIA TAMBÉM:

No ‘The Guardian’, Lula defende diálogo entre os Estados Unidos e Irã

Iraque pede aos EUA mecanismo para retirada de tropas do país

Papa Francisco pede diálogo entre Estados Unidos e Irã

O conflito entre os Estados Unidos e o Irã arrefeceu no terreno militar nos últimos dois dias, porém a guerra de narrativas e represálias no campo político e econômico tendem a crescer no curso do embate entre os dois países e seus aliados.

*Com informações de agências internacionais