Suspensão do Sisu já, pede o MPF

Publicado em 21 janeiro, 2020

O Ministério Público Federal (MPF) pediu ao Ministério da Educação (MEC) a suspensão da abertura das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), prevista para esta terça-feira (21), até que as falhas ocorridas na edição de 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) sejam totalmente corrigidas.

As inscrições para o Sisu foram abertas na madrugada de hoje e irão até às 23h59 do próximo domingo (26). A edição do primeiro semestre prevê 237.128 vagas em 128 instituições de todo o país.

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão do MPF, alega que o pedido é para não prejudicar acesso à universidade de quem teve pontuação do Enem contabilizada de forma errada.

Cerca de 4 milhões de alunos fizeram as provas do Enem cujos resultados divulgados na sexta-feira (17) são fundamentais para o Sisu (ingresso nas universidades públicas), seleção para o ProUni (forma de estudar de graça nas faculdades particulares usando a nota do Enem), e Fies (financiamento estudantil) nas instituições privadas.

Portanto, essa celeuma toda é porque cada décimo pode significar o ingresso ou não no ensino superior.

Os erros nas notas podem judicializar o Enem 2019 e coloca o ministro da Educação, Abraham Weintraub, na marca do pênalti pelos “danos” à imagem do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

Na altura do campeonato, o próprio Bolsonaro já torce para alguém pedir na Justiça o imediato afastamento do titular do MEC “a bem do serviço público”.

LEIA TAMBÉM
MPF pede suspensão do Sisu até solução dos problemas no Enem

Enem: PT entra com ação popular contra Weintraub para garantir direitos de estudantes

Governo Bolsonaro zomba dos estudantes pelo Instagram

Frota, ‘batedor’ oficial de Doria, pede saída de Weintraub do MEC