Secretário de Educação Superior caiu; Weintraub respira por aparelhos

Compartilhe agora

O secretario de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Arnaldo Barbosa de Lima Junior, caiu na noite desta quinta-feira (30), mas o ministro Abraham Weintraub continua no cargo respirando por aparelhos.

O secretário que caiu é servidor do Ministério da Economia e estava emprestado para a pasta do MEC, que lida com orçamento de federais, regulação de faculdades privadas e projetos como o Future-se.

Arnaldo Lima pediu demissão de uma das secretarias mais importantes da Educação num momento em que a competência de Weintraub é questionada pelo governo, mídia, parlamento, judiciário, alunos, pais, professores, enfim, o ministro fanfarrão se isolou do mundo real.

LEIA TAMBÉM
Perdoado por Moro, Onyx Lorenzoni também está demissionário no governo Bolsonaro

Frota: Bolsonaro vai para o hospital ‘toda vez que o bicho pega’

Lula recebe homenagem da comunidade judaica

Para a UNE (União Nacional dos Estudantes), a situação de Abraham Weintraub é insustentável, periclitante, que se empurrar ele cai. É uma questão de tempo ele [ministro] deixar o cargo, avalia a entidade estudantil.

Na quarta-feira (29), o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) pediu abertamente a demissão de Weintraub em virtude das falhas e erros no Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) e, consequentemente no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que determina o ingresso na universidade e os financiamentos em escolas privadas.