Regina Duarte tem dívida de R$ 319,6 mil por irregularidades com a Lei Rouanet

A atriz Regina Duarte, convidada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir a Secretaria Especial da Cultura, foi condenada a pagar R$ 319,6 mil aos cofres públicos por irregularidades com a Lei Rouanet, informa nesta sexta-feira a revista Veja.

Uma empresa de Regina Duarte, chamada A Vida É Sonho Produções Artísticas, conseguiu três financiamentos com base na Lei Rouanet, que somaram 1,4 milhão de reais.

LEIA TAMBÉM:
Lula chama militância do MST à luta: “Se demonstramos medo, vamos ser dizimados”

Bolsonaro diz que não vai dividir ministério de Moro: “Chance zero”

Requião: “Frente Ampla não pode incorporar sopa de morcego e coronavírus”

Em março de 2018, a área técnica do Ministério da Cultura reprovou a prestação de contas de um dos projetos, Coração Bazar, peça para a qual a atriz captou 321 000 reais com base na legislação.

Com isso, Regina Duarte terá de restituir 319 600 reais ao Fundo Nacional da Cultura. A conta só não foi cobrada ainda porque houve apresentação de um recurso.

André Duarte, filho da atriz e sócio-administrador da empresa, afirmou que a prestação de contas foi reprovada porque houve um descuido: a falta de comprovantes de que o monólogo, em cartaz de 2004 a 2005, foi exibido sem a cobrança de ingressos, contrapartida do contrato.

This post was published on 24 de janeiro de 2020

Esmael Morais

Posts recentes

Fortuna de cinco bancos soma R$ 7,4 trilhões e supera PIB do Brasil

O patrimônio de apenas cinco bancos --Itaú, Bradesco, Santander, Banco do Brasil e Caixa-- supera…

25 de maio de 2020

Covid-19: MEC suspende pagamento de parcelas do Fies

O Comitê Gestor do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) autorizou a suspensão das parcelas dos…

25 de maio de 2020

Deputados petistas protocolam pedido de impeachment de Heleno

Em resposta à nota do Ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República,…

25 de maio de 2020

Véio da Havan é condenado pela Justiça por atacar reitor da Unicamp com fake news

O empresário bolsonarista Luciano Hang, também conhecido por Véio da Havan, foi condenado pela Justiça…

25 de maio de 2020

Witzel promete conter operações policiais nas favelas durante pandemia

O governador Wilson Witzel orientou na sexta-feira (22) às polícias Civil e Militar que ampliem…

25 de maio de 2020