Presos ligados ao PCC escapam no Acre; nova fuga desafia gestão de Moro


Na madruga desta segunda-feira (20), 26 presos fugiram do Complexo Penitenciário Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco, no Acre. O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) confirmou a fuga. Os foragidos são ligados ao PCC. A nova ação da facção criminosa ocorre após uma fuga em massa em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, neste domingo (19).

As novas fugas desafiam a gestão do ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, que foi surpreendido pelas ações organizadas pelo PCC nos presídio brasileiros.

Investigadores brasileiros apuram se há ligação entre as fugas de domingo e de hoje. Segundo a juíza Luana Campos, da 1ª Vara do Júri de Rio Branco, o número de fugitivos foi de 27. “São do PCC e do Bonde dos 13. O caos está instalado no sistema prisional do Acre. Ainda não sabemos a dinâmica de como eles conseguiram fugir, mas eles pularam a muralha, que tem três metros de altura”, declarou à imprensa.

LEIA TAMBÉM:

Fuga de 76 presos do PCC, no Paraguai, desafia Sérgio Moro

Vaza Jato: Dallagnol usou Antagonista para interferir no Banco do Brasil

As perguntas que serão feitas hoje para Moro no Roda Viva; confira

De acordo com o apurado, os detentos fugiram após fazer um buraco na parede da cela. Ele confeccionam cordas com lençóis e escaparam pela muralha.