marielle franco2

Praça em SP ganha nome em homenagem a Marielle Franco

Foi sancionada na última sexta-feira (24), em São Paulo, uma lei que dá o nome de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro pelo PSOL brutalmente assassinada em 2018, para uma praça na Brasilândia, bairro da zona norte da cidade.

O projeto foi aprovado no final do ano passado pelos vereadores na Câmara Municipal e aguardava sanção do prefeito Bruno Covas (PSDB). A iniciativa é assinada por diversos parlamentares, entre eles Toninho Vespoli e Celso Giannazi, os dois representantes do PSOL no parlamento paulistano.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro faz apologia à ignorância, afirmam historiadoras no jornal Le Monde

Moro jura que não será candidato em 2022

PT pode apoiar Flávio Dino à presidência em 2022, diz Gleisi

Mais de 150 logradouros públicos dos mais diversos países hoje levam o nome de Marielle Franco, covardemente executada por milicianos no Rio de Janeiro, em um crime cujos mandantes seguem desconhecidos. Agora ela também será homenageada na maior metrópole da América Latina.

Homenagem foi vetada em Brasília
Dois dias antes, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), vetou proposta semelhante que dava o nome de Marielle Franco a uma praça em Brasília. A homenagem na capital do país foi proposta pelo deputado distrital do PSOL Fábio Félix. O veto ainda pode ser derrubado na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

As informações são do PSOL.