População em ‘situação de rua’ cresce 60% em São Paulo em 4 anos

São Paulo SP 19 06 2018 Cena Paulistana- minha casa minha vida de moradores de rua sob o elevado João Goulart(Minhocão) Foto Alan White /Fotos Publicas

O Censo da População em Situação de Rua, realizado pela Prefeitura de São Paulo, aponta um crescimento de 60% do número de moradores de rua na capital paulista. O levantamento demonstra a relação entre o salto no número de moradores de rua e a alta na taxa de desemprego — que era de 13,2% na cidade em 2015 e agora chega a 16,6%, informa Mônica Bergamo na coluna Painel, da Folha de São Paulo.

A população de rua da cidade de São Paulo chegou a 24.344 pessoas em 2019, aumentando 60% em quatro anos, período em que o Brasil passou a ser governado pelo governo giolpista de Michel Temer e, há um ano, por Jair Bolsonaro, que pratica uma política econômica de exclusão social.

Em 2015, os moradores em situação de rua em São Paulo eram 15,9 mil.

LEIA TAMBÉM:

Política econômica de Bolsonaro e Guedes não reduz desemprego, diz OIT

Drama do desemprego atinge mais de 12 milhões; ‘bico’ e desalento crescem

Coronavírus: Brasil tem 9 casos suspeitos

Os dados do Censo da População em Situação de Rua serão divulgados oficialmente na sexta-feira (31).