no brasil desemprego é o maior desde 2012

Política econômica de Bolsonaro e Guedes não reduz desemprego, diz OIT

desemprego
Segundo estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT) a política econômica ultraliberal conduzida por Jair Bolsonaro (sem partido) e Paulo Guedes é incapaz de reduzir o desemprego no Brasil.

Conforme a entidade, a taxa de desemprego na maior economia da América Latina declina de 12% em 2019 para 11,9% em 2020 e atinge 11,4% em 2025.

“Não vemos um empurrão importante para permitir que taxa (de desemprego) volte ao que existia em 2014”, afirmou Stefan Kuhn, macroeconomista da OIT, apontando menor demanda na economia global, entre outros fatores.

Em 2014, a taxa de desemprego era de 6,7% e o número de desempregados era de 6,7 milhões, praticamente metade da cifra atual. O Brasil terá assim por anos uma taxa de desemprego três vezes maior que a média global de 5,4%.

LEIA TAMBÉM:

Governo Bolsonaro suspende edital nazista de Alvim para Cultura

Bolsonaro vai parar de dar entrevistas para não agredir jornalistas; assista

Regina Duarte vai ter R$ 2 bilhões no orçamento da secretaria de Cultura

Além disso, as reformas nas leis do trabalhistas, com a desregulemantação e esvaziamento da CLT, contribuem para ampliar a precarização e formas intermintentes de trabalho no país.