Joice e Eduardo Bolsonaro batem boca no Twitter sobre fundo eleitoral


A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) e o colega Eduardo Bolsonaro travaram, na noite de quinta-feira (2), um bate-boca na internet sobre o fundo eleitoral, aprovado no Congresso no ano passado. O motivo da querela foi sobre o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões, alvo de uma ação demagógica do presidente Bolsonaro que chegou a sugerir uma enquete sobre a questão.

No Twitter, Joice revelou que recursos para a campanha de Bolsonaro foram desviados para ajudar o filho “zero três”, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), então candidato a deputado federal.

A parlamentar, ex-bolsonarista, criticou a posição de Jair Bolsonaro sobre o fundo eleitoral. O presidente de forma demagógica declarou que poderia sofrer impeachment caso não sancionasse o fundo.

“Eduardo, devolva os quase R$ 1 milhão que você torrou do fundão — dinheiro público — no inútil Simpósio Conservador em SP. De quebra, devolva o dinheiro doado para campanha do seu pai e que foi desviado para fazer a sua. Chega de passar a mão na cabeça desse bando de malandros”, escreveu Joice.

Na live presidencial desta quinta, a primeira do ano, Bolsonaro também disparou contra Joice, sem citá-la. O chefe do Executivo disse que uma deputada de São Paulo, “fofinha“, usou R$ 100 mil do fundão.

Joice ainda rebateu o clã Bolsonaro numa sequência de tuítes em seu perfil.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro faz demagogia sobre fundo eleitoral e sugere ‘enquete’