Irã: Protestos nas ruas Teerã contra governo por ‘mentir’ sobre queda de avião


Grupos de iranianos foram às ruas neste sábado (11) em protestos contra o governo do Irã, logo após o anúncio oficial de que o avião da Ukranian Airlines foi derrubado por um míssil disparado pelas defesas antiaéreas do país. As Forças Armadas do Irã afirmam que o disparo de um míssil contra a aeronave civil foi um engano.

A queda do avião nos arredores de Teerã na quarta-feira (, horas após o Irã atacar bases dos Estados Unidos no Iraque, provocou a morte de 176 pessoas, sendo 82 de nacionalidade iraniana.

De acordo com a agência iraniana Fars, estudantes haviam marcado uma vigília em memória das vítimas da explosão do Boeing 737 da Ukranian Airlines, mas a disposição dos grupos reunidos nas universidades mudou rapidamente com o anúncio do governo sobre o míssil disparado contra a aeronave.

A agência, amplamente vista como próxima à Guarda, publicou fotografias das manifestações e um cartaz destruído de Soleimani. Segundo a Fars, cerca de 700 a 1.000 pessoas participaram do protesto.

Em vídeos publicados nas redes sociais, é possível ver grupos de dezenas e até centenas de iranianos em diferentes pontos de Teerã, especialmente em universidades, com palavras de ordem que pedem a renúncia do presidente Hassan Rohani e até a saída do país do líder supremo, aiatolá Ali Khamenei.

LEIA TAMBÉM:

Vídeo mostra avião ucraniano sendo atingido por míssil no Irã; assista

Irã afirma que derrubou avião ucraniano não intencionalmente

Iraque pede aos EUA mecanismo para retirada de tropas do país

Em frente à Universidade Amir Khabir, os manifestantes, em sua maioria estudantes, pedem a “morte do regime” de Khamenei.

*Com informações de agências internacionais