Glenn Greenwald a Marcelo Tas: ‘eu sei o que você fez no verão passado’

O jornalista americano Glenn Greenwald, pelo Twitter, disse nesta quarta (15) saber o que Marcelo Tas fez no verão passado.

O fundador do site The Intercept Brasil resgatou um arquivo do Wikileaks, de 2011, mostrando Tas como “agente” dos Estados Unidos no Brasil.

Segundo o texto, Tas disseminava a opinião dos americanos sobre o conflito na Síria a seus 2 milhões seguidores no Twitter.

O documento em inglês é um telegrama de Alec Ross, consultor de Inovação do Departamento de Estado, para o embaixador dos EUA no Brasil Thomas A Shannon.

“Isso ricocheteou na mídia social brasileira e foi amplificado para 10 milhões de pessoas que leram o conteúdo que lançamos”, reportou o consultor.

Além de printar a missiva, Glenn trouxe à baila um outro telegrama da então secretária de Estado Hillary Clinton sobre o digital influencer brasileiro Marcelo Tas.

“Esta é uma ótima notícia e um exemplo muito poderoso do que você conseguiu realizar [cultivar “influenciadores de mídia social” com o objetivo de validar e ampliar nossa mensagem sobre a Síria]”, diz um trecho da nota de Hillary.

Tas e Glenn se engalfinharam nas redes sociais por causa da entrevista do ministro Sérgio Moro ao programa Roda Viva, na próxima segunda-feira (20).

O responsável pela Vaza Jato cobrou assento para o Intercept na bancada de entrevistadores. Marcelo Tas não gostou e criticou Greenwald. Aí que surgiu a M… no ventilador.

LEIA TAMBÉM
Marcelo Tas ataca Glenn Greenwald no Twitter por causa do Roda Viva

Moro cogita desistir do Roda Viva, se Intercept participar de entrevista

No Google, buscas por ‘Democracia em Vertigem’ disparam