Gleisi manda recado a Bolsonaro: “Aqui não é ditadura, não”

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), disparou um torpedo contra o mimimi do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O “Capetão”, como os petistas chamam Bolsonaro, reclamou de “tanta oposição” e disse que sua vida praticamente acabou após a eleição.

“Não queira estar no meu lugar. Sabia que ia ser difícil, mas temos aqui uma prova viva que devemos lutar pelos nossos filhos”, desabafou o presidente da República.

É aí que Gleisi mandou um recado a Bolsonaro: “Aqui não é ditadura, não”, advertiu a dirigente petista.

“E não quer oposição? Aqui não é ditadura, não”, afirmou a parlamentar do PT.

LEIA TAMBÉM
Zé Dirceu alerta Bolsonaro: ‘Aquela cadeira de presidente queima’; assista ao vídeo

Bolsonaro e Alvim anunciam editais para reescrever a História e a Cultura do Brasil

Lula recomenda livro a Bolsonaro para aprender como não deixar 2 milhões na fila do INSS

Para Gleisi Hoffmann, Bolsonaro achou que governar seria o mesmo que cuidar de seu quintal. “Seu propósito nunca foi governar para o povo, desmonta o Estado de forma nunca antes vista, retira direitos e políticas públicas. E não quer oposição? Aqui não é ditadura, não”, asseverou.

Quase por um milagre o Brasil conseguiu mudar o seu governo. Não é fácil manter a linha que nós queremos manter com tanta oposição”, lamentou o “Capetão”, que quer governar sem questionamentos.

E olha, caríssimo leitor, Bolsonaro reclama de “tanta oposição”, porém ele tem a complacência criminosa da velha mídia e do Congresso que lhe dão cobertura para escravizar os trabalhadores, retirar direitos do povo, beneficiar banqueiros e lobbies do poder econômico.