Farra: 6 ministros de Bolsonaro já usaram jatos da FAB para “voos solo” ao exterior

Depois da demissão de Vicente Santini por usar um jato da FAB para ir da Suíça à Índia com duas assessoras, começaram a aparecer outras situações de desperdício e ostentação com o dinheiro público.

A Folha de São Paulo levantou que seis ministros de Bolsonaro já usaram jatos da Força Aérea Brasileira com poucos acompanhantes. São viagens que poderiam e deveriam ter sido feitas em voos comerciais, se o bom senso prevalecesse.

Dados divulgados pela própria FAB apontaram 12 missões ao exterior com uso exclusivo de um ministro para “viagens a serviço”. Menos que cinco passageiros estavam nesses voos.

LEIA TAMBÉM
Ministros de Bolsonaro fizeram 1.060 viagens com aviões da FAB em 2019

Farra: Bolsonaro demite assessor de Onyx duas vezes em 3 dias

Maia pede demissão de Weintraub: ‘Como faz para um investidor olhar para um ministro da Educação desse?’

Ernesto Araújo (Relações Exteriores) usou os serviços da FAB cinco vezes sozinho. O ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) três vezes.

Além deles, Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) e Paulo Guedes (Economia).

Se isso tudo é normal, Santini não deveria ser demitido. Pois na viagem que ele fez, estava atuando como ministro-chefe da Casa Civil no lugar de Onyx Lorenzoni que está de férias.

Santini caiu por causa da reação, e da da ação.

Com informações da Folha de São Paulo.