Dino pode ser o candidato do PT à Presidência em 2022

Publicado em 28 janeiro, 2020

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), pode se filiar ao PT para disputar a Presidência da República em 2022.

Segundo o jornal O Globo, embora não tenha havido um convite formal, o governador foi sondado pelo ex-presidente Lula durante uma conversa no último dia 18. A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), também participou da reunião.

.

LEIA TAMBÉM:
Globo diz que Weintraub está no “bico do corvo” e pode ser demitido por Bolsonaro

Greenwald desmarcara jornalista da Jovem Pan sobre caso dos hackers

A falta de saneamento no Brasil mata mais que o coronavírus na China

.

Em entrevista publicada nesta segunda-feira (27) pelo jornal Valor Econômico, Gleisi disse que o partido trabalha com a reedição da candidatura presidencial do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, mas admitiu que vê o governador do Maranhão como uma alternativa e ressaltou que ele “sempre foi muito leal à causa” do ex-presidente Lula.

Nas próximas semanas, Lula deve encontrar Dino no Maranhão para uma agenda política. Segundo petistas, o apreço do ex-presidente por Dino cresceu em razão da defesa enfática de Lula que o governador fez quando o petista estava preso em Curitiba. Outro ponto a favor do governador foi seu apoio à ex-presidente Dilma Rousseff durante o processo de impeachment.

O governador tem pregado o diálogo entre a esquerda e outras forças políticas. Dino tem mantido diálogo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e com o apresentador Luciano Huck, cotado como um possível presidenciável.

.

A aliados, Dino afirma que sua estratégia é tirar a esquerda do isolamento. Ele tem dito que as forças progressistas precisam dialogar e formar uma frente ampla em defesa da democracia.