Dia da Saudade: brasileiros têm ‘memória doce’ da época do PT

Lula_DeNovo
http://www.esmaelmorais.com.br/2016/03/lula-deve-aceitar-convite-para-ser-ministro-de-dilma
Nesta quinta-feira, dia 30 de janeiro, comemora-se o Dia da Saudade.

Vários institutos de pesquisas dizem que os eleitores brasileiros têm uma ‘memória doce’ em relação aos governos do PT (2003-2016), sobretudo nas áreas da saúde, educação e social.

“As mentiras de Jair Bolsonaro não vão apagar o que fizemos juntos. O povo tem memória do que foram os governos Lula”, previra o ex-presidente Lula nas vésperas das eleições de 2018.

Neste Dia da Saudade, vale a pena lembrarmos de uma sondagem da Paraná Pesquisas.

O instituto revelou em dezembro passado que a população acha que o Brasil era melhor na época do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo o levantamento, 50,1% consideram o atual momento [Bolsonaro] pior do que o período do governo petista.

Muito provavelmente, se a Paraná Pesquisas atualizar essa sondagem, hoje o ‘índice de saudade’ do PT ainda seria maior –haja vista as lambanças do atual governo.

Para que o leitor tenha noção dessa ‘memória doce’ que os eleitores têm do período petista, recorremos ao Aurélio para explicar o termo “saudade”:

“Sentimento nostálgico causado pela ausência de algo, de alguém, de um lugar ou pela vontade de reviver experiências, situações ou momentos já passados.”

Desde 2016, com o golpe que derrubou a presidenta Dilma Rousseff (PT), muitas coisas foram retiradas da sociedade brasileira: investimentos na saúde e educação; bolsa família; empregos; aposentadoria; salários corrigidos acima da inflação; habitação popular; acesso à universidade pública e de qualidade; enfim…

LEIA TAMBÉM
Ministros de Bolsonaro fizeram 1.060 viagens com aviões da FAB em 2019

Farra: Bolsonaro demite assessor de Onyx duas vezes em 3 dias

Maia pede demissão de Weintraub: ‘Como faz para um investidor olhar para um ministro da Educação desse?’