Contra Sérgio Moro, maioria do Supremo aprova juiz de garantias

Publicado em 7 janeiro, 2020
Compartilhe agora!

Seis dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) se posicionaram favoráveis ao juiz de garantias, formando maioria na corte.

O presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, disse que a nova norma se tratava de um “avanço civilizatório” no combate à criminalidade.

Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello e Celso de Mello também já se manifestaram a favor da nova lei. Outros dois ministros se posicionaram ’em off’ a favor da regra segundo o jornal O Globo.

LEIA TAMBÉM
Dias Toffoli vai confirmar no STF derrota de Moro no caso juiz das garantias

STF sobre o juiz das garantias: Moro, aceita que dói menos

Para desespero de Moro, Lei de Abuso de Autoridade entra em vigor

Dias Toffoli está de plantão até o dia 20 de janeiro. Ele deve examinar a ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade), contra o juiz das garantias, impetrada pela AMB e Ajufe – as associações de magistrados e juízes federais.

Após dia 20, o ministro de plantão será Luiz Fux, contrário à regra. Ele pode conceder liminar suspendendo a questão que seria retomada somente após o fim do recesso.

De qualquer maneira, a derrota de Moro e da Lava Jato é dada como certa.

Com informações do Globo.

Compartilhe agora!