China confirma primeira morte em Pequim por coronavírus


A Comissão Municipal de Saúde de Pequim divulgou o primeiro caso fatal na cidade causado pelo surto do novo coronavírus. Trata-se de um homem de 50 anos que, no último dia 8, foi à
cidade chinesa de Wuhan, onde o vírus foi detectado pela primeira vez e, no 15, após seu retorno, começou a ter febre.

No dia 21 deste mês, o homem foi ao hospital, onde o diagnóstico foi confirmado no dia seguinte. Nesta segunda (27), o paciente morreu após sofrer várias complicações de saúde. Antes de sua morte, o homem teve insuficiência respiratória. Até o momento, 80 casos de contaminação haviam sido confirmados em Pequim.

Em geral, desde que uma nova cepa de coronavírus foi detectada em Wuhan, em dezembro de 2019, 81 mortes e 2.835 casos de pneumonia causada pela doença foram confirmados na China, para os quais já existem casos isolados em 12 dúzia países dos quatro continentes.

LEIA TAMBÉM:

Número de mortos por coronavírus da China chega a 81 e governo prolonga feriado

Xico Graziano: “coronavírus é invenção do jornalismo catastrófico”

Bolsa Família sofre ataque de Bolsonaro e começa a ser ‘esvaziado’

Para conter os surtos, as autoridades da China colocaram em quarentena vastas áreas com milhões de habitantes, cancelaram as celebrações lunares do Ano Novo, suspenderam eventos esportivos até abril e proibiram a venda de animais selvagens, enquanto em Wuhan está sendo construído novos hospitais.