bolsonaro marina

Bolsonaro transforma grileiros em proprietários rurais, diz Marina Silva

A ex-ministra do meio ambiente do governo Lula, Marina Silva, falou sobre a questão ambiental nacional sob o governo Bolsonaro em entrevista ao jornal O Globo.

Questionada sobre a relação entre o agronegócio e preservação ambiental, Marina lembrou que entre 2004 e 2012 o desmatamento caiu 83% enquanto o agronegócio continuava crescendo.

“Quando fui ministra do Meio Ambiente (2003-2008), representantes do agronegócio contestaram o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), da mesma forma como ocorreu em 2019, no caso dos dados sobre as queimadas na Amazônia. A diferença é que eu defendi o Inpe, enquanto Bolsonaro o entregou às feras.”

“A agressão a órgãos que trabalham com o meio ambiente culmina em tragédias como o óleo nas praias do Nordeste e o rompimento da barragem em Brumadinho (MG).” Disse a fundadora da Rede Sustentabilidade.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro faz demagogia sobre fundo eleitoral e sugere ‘enquete’

Globo demite Aguinaldo Silva, bolsonarista, autor de novelas por 40 anos

Terrorista que atacou Porta dos Fundos está na Rússia

Marina também disse que, na política ambiental, não vê a mínima tendência de melhora.

“Começaremos 2020 com uma medida provisória (MP 910, conhecida como MP da Regularização Fundiária) que transformará grileiros em proprietários rurais. Hoje premia-se a corrupção e o roubo de terras públicas na Amazônia com finalidade eleitoral. É, também, uma forma de se perpetuar no poder e incitar a violência.”

Sobre a mistura de política com religião presente no governo ela disse:

“O presidente tem direito de ter sua religião, mas o Estado é laico. O governo não pode impor a sua fé à sociedade. Fui candidata e jamais fiz isso. O problema é a instrumentalização da fé pela política e da política pela fé.”

As informações são do Globo.