Bolsonaro sobre Moro: ‘Não preciso fritar ministro para demitir’


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na sexta-feira (24) que não precisa “fritar” seus ministros caso queira demiti-los. A afirmação foi feita em resposta a um questionamento sobre a situação do ministro da Justiça, Sergio Moro, durante entrevista à TV Bandeirantes.

“Eu não preciso fritar ministro para demiti-lo. Nenhum ministro meu vive acuado com medo de mim. Minhas ações são bastante pensadas e muito bem conversadas antes”, disse.

A declaração foi feita horas depois de Bolsonaro recuar e dizer que não pretende desmembrar a área de segurança pública do Ministério da Justiça, o que enfraqueceria Moro.

O presidente está em Déli, na Índia, onde participa do Dia da República. Ele mudou de tom sobre a recriação da pasta depois de passar dois dias dizendo que a medida era estudada por seu governo.

LEIA TAMBÉM:

Requião: frente contra o nazismo é armadilha dos neoliberais

Moro está de saída do governo Bolsonaro, revela Josias de Souza

Bolsonaro diz que não vai dividir ministério de Moro: “Chance zero”

Segundo a Folha de São Paulo, o pedido de recriação da Segurança foi articulado com Bolsonaro antes de sua reunião com secretários estaduais da área, ocorrida na quarta (22) e que reacendeu o processo de fritura de Moro.