Bolsonaro quer que o governo pague parte da conta da luz das igrejas

O presidente Bolsonaro quer conceder subsídio na conta de luz para templos religiosos de grande porte. Ou seja, além de não pagarem impostos, os pastores bilionários vão ter um descontão na energia elétrica.

Uma minuta de decreto foi elaborada pelo Ministério de Minas e Energia e enviada para a pasta da Economia, mas a articulação provocou forte atrito no governo.

A equipe econômica rejeita a medida, que vai na contramão da agenda do ministro Paulo Guedes, conhecido por defender a redução de benefícios desse tipo. O Ministério de Minas e Energia confirmou que o assunto está sendo avaliado.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro exclui 1 milhão de famílias do Bolsa Família

Véio da Havan oferece recompensa por informações de “terrorista” que incendiou estátua da liberdade

Bolsonaro prevê cortes no Bolsa Família

Bolsonaro desmonta Dataprev: Fecha 20 unidades e demite funcionários

Se existe espaço para reduzir o preço da energia, esse desconto deveria ir para o setor produtivo, para as famílias mais pobre, etc.

Na verdade, essa seria uma forma de agradar os pastores que vão coletar as assinaturas para o registro da Aliança Pelo Brasil.

Com informações do Estadão.