Bolsonaro ganha “beijo hétero” na primeira live do ano; confira

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ganhou nesta quinta-feira (2) uma “bitoca hétera” na primeira live (transmissão ao vivo) do ano de 2020.

Durante a transmissão, o secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, se autointitulou o filho “Zero Seis” e lascou uma beiçada no presidente da República.

Para agradecer o espaço na primeira live do ano, Seif Júnior disse que nada seria melhor do que um “beijo hétero” em Bolsonaro.

“Fiquei arrepiado aqui”, confessou o capitão, mostrando o braço.

Jair Bolsonaro é recorrente ao falar sobre beijo hétero. Ele já disse que daria um beijo hétero em Geraldo Alckmin (PSDB-SP) durante a campanha presidencial de 2018.

No dia 13 de junho de 2019, o presidente afirmou que tinha dado um beijo hétero “no nosso querido” Sergio Moro no dia anterior — Dia dos Namorados — ao se pronunciar sobre as reportagens da Vaza Jato produzidas pelo site The Intercept Brasil.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro faz demagogia sobre fundo eleitoral e sugere ‘enquete’

Globo demite Aguinaldo Silva, bolsonarista, autor de novelas por 40 anos

Terrorista que atacou Porta dos Fundos está na Rússia

“Olha só, ontem foi o Dia dos Namorados. Em vez de eu chegar em casa e dar um presente para a minha esposa, eu dei um beijo nela. Não é muito melhor? Eu dei um beijo hétero no nosso querido Sergio Moro. Dois beijos héteros. Fomos lá na Marinha com ele”, revelou na época Bolsonaro.

No caso do beijo hétero do secretário da Pesca chamou a atenção porque a iniciativa partiu dele e Seif Júnior é quem mais participou nas lives do presidente, com 10 aparições nas quintas-feiras.

Na transmissão do dia 31 de outubro de 2019, por exemplo, o secretário afirmou que, a despeito das manchas de óleo no litoral brasileiro, os peixes podiam ser consumidos sem risco porque são inteligentes.

“O peixe é um bicho inteligente. Quando ele vê uma manta de óleo ali, capitão, ele foge, ele tem medo”, disse.

Compartilhe agora