Artistas sertanejos declaram apoio a Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu hoje (29), no Palácio do Planalto, promotores de eventos culturais, artistas e cantores sertanejos, que foram manifestar apoio ao atual governo.

“Os artistas sertanejos, que percorrem todos os cantos desse grandioso Brasil e vivenciam todos os dilemas e dificuldades do povo brasileiro, encontraram no Governo do Presidente Bolsonaro essa postura de um governante que trabalha em prol de seu povo, de seu país”, diz trecho da carta que foi entregue ao presidente.

LEIA TAMBÉM:
Regina Duarte diz ‘SIM’ ao fascismo e vira secretária da Cultura de Bolsonaro

Contra desmonte da Petrobras, petroleiros decidem por greve

Bolsonaro limita a participação de pesquisadores em congressos científicos

Em discurso, o representante da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), Doreni Caramori, defendeu o fim da meia-entrada em eventos culturais. “Não pode o Estado brasileiro intervir na economia e tomar 50% da receita de alguns setores sem compensação. Nós precisamos corrigir essa injustiça histórica”, afirmou.

Caramoni pediu ainda ao presidente Bolsonaro a regulamentação de questões trabalhistas do setor e um novo modelo de cobrança de direitos autorais. Hoje, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), uma associação privada, é a responsável pela arrecadação dos direitos autorais das músicas tocadas em execução pública no Brasil.

O evento reuniu duplas sertanejas como João Neto e Frederico, Henrique e Juliano e Teodoro e Sampaio. O humorista Dedé Santana também estava entre os presentes.

Com informações da Agência Brasil.