Veja ‘passa o pano’ para Bolsonaro “Cavalão”


A capa da Revista Veja deste fim de semana é uma tentativa canhestra de aliviar para o clã Bolsonaro neste momento em que vem à tona o esquema de corrupção das “rachadinhas” de Flávio Bolsonaro. A revista literalmente passa o pano para todos as maracutaias, atropelos e mal feitos de Bolsonaro e sua trinca de filhos.

A edição é uma encomendada para elogiar o governo Bolsonaro e de defesa da narrativa conspirativa e terraplanista dos problemas enfrentados pela desastrosa gestão do ex-capitão, que foi expulso do Exército.

Os sabujos de Veja chegam ao ponto de rememorar um pretenso passado atlético do atual presidente: “Na juventude, Bolsonaro era conhecido como “cavalão”, por sua velocidade nas provas de atletismo”, diz o texto.

A bajulação chapa-branca continua no balanço do primeiro ano do governo Bolsonaro que recebe o qualificativo de “alvissareiro”. Segundo relata a Veja “para o presidente, o balanço é alvissareiro: reformas importantes foram aprovadas, a economia voltou a crescer, o desemprego dá sinais de recuo, a inflação está sob controle, os juros são os mais baixos da história, casos de corrupção institucional e de fisiologismo explícito sumiram do noticiário e a criminalidade está em baixa. Esses dois cenários aparentemente antagônicos retratam de certo modo o que foi o governo em 2019 — um misto de boas e más notícias. A questão fundamental que se apresenta é saber o que vai prevalecer de agora em diante”, finaliza.

LEIA TAMBÉM:

Flávio Bolsonaro é um “cadáver adiado”, diz Reinaldo Azevedo

Bolsonaro desconfia que está levando “chifre” de Moro

Tic-tac: Vaza Jato já funga no cangote da Globo

Caro leitor, paramos por aqui, uma ânsia de vômito ameaça invadir a epiglote do redator. Foi um pequeno resumo ou spoiler – como dizem os mais jovens.