Urgente: Polícia do Rio identifica terrorista que atacou Porta dos Fundos


A Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou nesta terça-feira (31) um dos terroristas que participou do atentado contra a sede da produtora do grupo Porta dos Fundos. O crime aconteceu na semana passada no Rio de Janeiro e foi reivindicado pelo grupo de extrema-direita Insurgência da Família Integralista Brasileira.

Um mandado de prisão foi expedido contra o terrorista, que foi identificado como Eduardo Fauzi Richard Cerquise, de 41 anos, mas ele não foi encontrado pelos policiais e agora é considerado foragido. Ele é militante da Frente Integralista Brasileira (FIB).

As autoridades declararam que efetuaram buscas em dois endereços residenciais e dois comerciais ligados ao suspeito.

O Porta do Fundos foi alvo de ataques de grupos religiosos evangélicos fundamentalistas e de redes sociais bolsonaristas nos últimos dias.

“Nós monitorizamos os veículos usados durante o ataque. O autor identificado saiu de um dos veículos durante a fuga e pegou um táxi. Foi expedido um mandado de prisão temporária de 30 dias contra ele, que, no decorrer das investigações, pode ser renovado”, detalhou a Polícia Civil no Twitter.

LEIA TAMBÉM:

Sede da Porta dos Fundos sofre atentado com ‘coquetéis molotov’ nesta terça

No decorrer das buscas, os agentes apreenderam 119 mil reais, munições, uma arma falsa, computadores e uma camisa de uma “entidade filosófica e política”.

De acordo com as autoridades, o homem identificado era o único dos cinco suspeitos que não usava capuz no momento do ataque, em 24 de dezembro.

Para identificá-lo, a polícia utilizou imagens de mais de 50 câmeras de segurança do bairro.

Na quarta-feira, integrantes de um grupo que se autointitula “Comando de Insurgência Popular Nacionalista da Família Integralista Brasileira” divulgaram um vídeo em que reivindicaram o atentado. O vídeo mostra três homens com rostos cobertos por toucas à frente de uma bandeira com o símbolo do integralismo.

*Com informações de Agências