Trump anuncia sobretaxa no aço do Brasil. E agora, Bolsonaro?

Publicado em 2 dezembro, 2019
Compartilhe agora!

Por essa o presidente Jair Bolsonaro não esperava. Seu colega norte-americano, Donald Trump, anunciou pelo Twitter que sobretaxou o aço importado do Brasil.

O Brasil é o segundo maior exportador do comodities para os Estados Unidos e o prejuízo da indústria brasileira pode chegar a US$ 4 bilhões (cerca de R$ 16,9 bilhões).

“Brasil e Argentina têm presidido uma desvalorização maciça de suas moedas. o que não é bom para os nossos agricultores. Portanto, com efeito imediato, restaurarei as Tarifas em todo Aço e Alumínio enviado para os EUA a partir desses países”, escreveu nesta segunda-feira (2) Donald Trump.

O dólar está cotado a R$ 4,24, o que barateia os produtos brasileiros para a exportação e encarece a importação, bem como as viagens ao exterior. Uma visita da classe média para a terra do Mickey Mouse, por exemplo, ficou proibitiva nesses tempos de Bolsonaro.

Antes de ser “amigo” de Bolsonaro ou do argentino Mauricio Macri, Donald Trump provou ser estadunidense e que defende os empregos dos norte-americanos. O mesmo comportamento não tem os neoliberalistas latino-americanos porque eles foram convertidos em verdadeiros vira-latas.

Donald Trump alegou questões de “segurança nacional” (ordem pública) para elevar a sobretaxa nos produtos brasileiros e argentinos.

Bolsonaro, ridículo, chegou ao disparate de bater continência para a bandeira dos Estados Unidos.

Tomou, bobão?

LEIA TAMBÉM
Faustão, no Domingão, esculhamba Bolsonaro ao vivo

Advogado de Lula responde Augusto Nunes; confira

Folha de S. Paulo concede direito de resposta a Bolsonaro; confira a íntegra

Compartilhe agora!