Silêncio de Bolsonaro e Moro endossam ataque ao Porta dos Fundos, diz Sakamoto

O jornalista Leonardo Sakamoto, colunista do UOL, afirma que é vergonhoso silêncio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seu ministro Sérgio Moro sobre o ataque à sede da produtora Porta dos Fundos.

Segundo o colunista do UOL, Bolsonaro é conhecido por sua verborragia e, até agora, mantém incômodo silêncio sobre o ataque terrorista à produtora de programa de humor no último dia 24 de dezembro.

Sakamoto escreve que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, não se manifestou a respeito do caso – apesar do ataque representar uma afronta ao Estado de direito e à liberdade de expressão.

“Preferiu apoiar o indulto de Natal a policiais, defender sua visão do pacote anticrime, fazer propaganda pessoal e posar ao lado de uma estátua de Winston Churchil nas redes sociais”, criticou o jornalista.

Para o articulista, Bolsonaro e Moro não precisam defender o Portas do Fundo, mas eles têm o dever de proteger a democracia brasileira do ódio de grupos fundamentalistas, que agem contra as minorias (negros, indígenas, população LGBTQI+, pessoas em situação de rua, migrantes pobres, entre outros vulneráveis).

LEIA TAMBÉM
Em nota, PT condena atentado ao Porta dos Fundos

Deputados de São Paulo querem uma CPI para a Porta dos Fundos

Integralistas reivindicam atentado contra Porta dos Fundos; assista