bolsonaro whatsapp 768x512

Metade desiste de falar sobre política no WhatsApp para evitar treta familiar, diz Datafolha

Bolsonaro abusou das fake news, calúnia, difamação e injúria na campanha eleitoral, segundo deputados na CPI das Fake News.
O Datafolha garante que 51% desistiram de postar nas redes sociais sobre política para evitar treta familiar em 2019. Segundo a pequisa, a autocensura seria para preservar amigos e manter relações saudáveis com parentes.

O levantamento do Datafolha trouxe os seguintes números:

  • a autocensura é maior entre funcionários públicos (61%);
  • a autocensura é maior entre pessoas com ensino superior (59%);
  • uma em cada quatro (27%) pessoas saiu de algum grupo para não discutir; e
  • 19% deixaram de seguir ou bloquearam o perfil de um amigo.

Além de bloquear aquele primo, amigo ou colega de trabalho chatos, o brasileiro considera que a as redes sociais lhe deram voz –sobretudo para os mais ricos (80%), os mais jovens (86%) e os mais escolarizados (90%).

A maioria dos bolsonaristas, cujo partido preferido é o PSL, acredita que as redes sociais ajudam influenciar nas decisões políticas.

No entanto, 69% dos pesquisados afirmam que as redes distraem as pessoas daquilo que realmente importa –a exemplo da questão econômica.

O Datafolha afirma que entrevistou 2.948 pessoas entre os dias 5 e 6, em 176 cidades de todo o País.

LEIA TAMBÉM
URGENTE: Bolsonaro cai em Brasília

Bolsonaro ‘volta atrás’ e concede indulto de Natal, só a policiais

Folha também esconde o sobrenome ‘Bolsonaro’ de Flávio Bolsonaro; só falta dizer que é filho de Lula

Com informações da Folha.