Lula tem que “afrouxar a tanga” para o capital privado, prega governador da Bahia

Publicado em 14 dezembro, 2019
Compartilhe agora!

O governador da Bahia Rui Costa (PT), à Folha, disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) precisa “afrouxar a tanga” para o capital privado.

Ele disse ser favorável à concessão de água e esgoto para o setor privado, bem como a área da saúde. Se fosse deputado, garante o governador baiano, teria votado favoravelmente ao marco legal do saneamento básico no Congresso.

Na noite de quarta-feira (11), o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei nº. 4.162/19, que estabelece o novo marco legal do saneamento básico, abrindo caminho para privatizações de serviços no setor.

A proposta foi aprovada por 276 votos a 124. A decisão garante que os atuais contratos de municípios com estatais de saneamento, geralmente estaduais ou municipais, sejam mantidos até o fim do prazo pactuado.

LEIA TAMBÉM
Deltan Dallagnol espera para 2020 mais Lava Jato e… mais palestras

Fachin vota contra o fim do seguro obrigatório DPVAT

Impeachment de Trump é aprovado em Comitê da Câmara nos EUA

“Não abrirei mão do controle de minha empresa de saneamento, mas vou abrir seu capital”, adiantou Rui Costa na entrevista à Folha.

Voltemos a Lula, virtual morador em Salvador, a capital da Bahia.

Para o governador, o ex-presidente deve resgatar o “Lulinha Paz e Amor” de 2002 [quando foi eleito pela primeira vez] e o PT deixar a radicalização de lado, aceitar o capital privado e pacificar o País.

Na eleição de 2002, a qual Rui Costa se refere, o ex-presidente Lula lançou a “Carta aos Brasileiros”, que na verdade era uma “Carta aos Banqueiros”.

Na época, o então candidato petista à Presidência da República assegurava no documento que, em caso de sua vitória, a sua agremiação, o PT, respeitaria os contratos nacionais e internacionais.

Compartilhe agora!