Entidades repudiam agressão de Bolsonaro a jornalistas

Bolsonaro
A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal emitiram nota conjunta, nesta sexta-feira (20), após os grosseiros ataques de Jair Bolsonaro aos jornalistas que o entrevistavam na saída do Palácio da Alvorada.

A nota do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) e da Federação Nacional dos Jornalistas afirma que, ao fazer agressões, Bolsonaro tenta “desviar do assunto [caso das Rachadinhas de Flávio Bolsonaro] e ganhar aplausos dos apoiadores que dividem o mesmo espaço com jornalistas”.

As entidades denunciam que o presidente tem uma trajetória marcada por desafiar a Constituição ao exaltar ditaduras, homenagear torturadores e destilar preconceito racial, social e de gênero. “A postura é totalmente incompatível com o cargo que ele exerce”, enfatizam as entidades.

O sindicato e a federação apontam que Bolsonaro tem demonstrado “desprezo pelo Estado Democrático de Direito” com frequentes ataques à imprensa.

Leia a íntegra da nota das entidades representativas da categoria:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) e a Federação Nacional dos Jornalistas repudiam mais um violento ataque do presidente Jair Bolsonaro a jornalistas. Desta vez, foi na portaria do Palácio da Alvorada, residência oficial do chefe do Poder Executivo.

Completamente descontrolado devido às denúncias que ligam sua família e amigos a atividades criminosas, Bolsonaro fez ataques com teor homofóbico e pessoal aos profissionais de imprensa para tentar desviar do assunto e ganhar aplausos dos apoiadores que dividem o mesmo espaço com jornalistas.

O SJPDF lembra que, ao longo de três décadas de atividade política, o atual presidente desafia impunemente a Constituição Federal, ao exaltar ditaduras, homenagear torturadores e destilar todo o tipo de preconceito social, racial e de gênero. A postura é totalmente incompatível com o cargo que ele exerce.

LEIA TAMBÉM:

Surtado e acuado, Bolsonaro ataca a Globo

Neste primeiro ano de mandato, dirigiu ao menos um ataque à imprensa a cada três dias, de acordo com levantamento da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o que destaca o desprezo de Jair Bolsonaro pelo Estado democrático de direito.

Aproveitamos para apelar às redações que reavaliem a estratégia de deslocar repórteres para cobrir a entrada e a saída do Palácio da Alvorada. A estrutura no local é precária e as ameaças de apoiadores do presidente aos profissionais de imprensa são constantes. Não existe segurança para os jornalistas no local.

O Sindicato e a Fenaj continuarão denunciando os abusos contra a atividade profissional e oferecendo apoio institucional e jurídico a todos e todas que venham a ser atacados no exercício da profissão.

Brasília, 20 de dezembro de 2019

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal – SJPDF

Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj