Enganados por Bolsonaro, caminhoneiros anunciam paralisação nacional

Publicado em 7 dezembro, 2019
Compartilhe agora!

O líder dos caminhoneiros autônomos, Marconi França, anunciou nesta sexta-feira (6) que à 0h do dia 16 de dezembro “pelo menos 70%” dos cerca de 4,5 milhões de profissionais autônomos e celetistas vão parar em todo o país.

O motivo é a insatisfação da categoria com o governo de Jair Bolsonaro, que, segundo França, não cumpriu o que prometeu aos trabalhadores, informa a jornalista Vera Batista, no jornal Correio Braziliense.

LEIA TAMBÉM:
Olavo de Carvalho anuncia lançamento de jornal online ‘Brasil Sem Medo’; veja o vídeo

Defesa de Lula constesta parecer da PGR sobre suspeição de Moro

Justiça suspende reforma da Previdência de Doria em SP; leia a íntegra da liminar

“O governo não cumpriu nada do que prometeu. O preço do óleo diesel teve 11 altas consecutivas, em 2019. Não aguentamos mais ser enganados pelo senhor Jair Messias Bolsonaro, que protege o agronegócio e diz que o caminhoneiro só sabe destruir rodovias“, reclamou França em entrevista ao jornal. O líder do movimento disse ainda que a duração do protesto não foi definida, ou seja, não se sabe se será prolongado por mais dias.

A reportagem destaca que o líder dos caminhoneiros foi à sede da Central Única dos Trabalhadores no Rio de Janeiro (CUT-RJ) pedir apoio para o movimento. Lá, o caminhoneiro gravou um vídeo pedindo apoio da população. “De todos que usam gasolina, óleo diesel e também gás de cozinha. Jair Bolsonaro esquece que quem transporta os produtos das indústrias e do agronegócio somos nós”, reforçou.

Assista ao vídeo:

Compartilhe agora!