Empresário confessa propaganda ilegal para Bolsonaro em 2018; assista

Publicado em 17 dezembro, 2019

Em depoimento à Justiça Eleitoral de Roraima, José Saraiva de Araújo Júnior, dono da maior rede de supermercados do estado confessa que usou folhetos de ofertas para fazer propaganda eleitoral proibida para Jair Bolsonaro.

O vídeo foi publicado pelo Intercept Brasil. Assista o trecho a seguir:

À primeira vista, pareciam encartes de ofertas como os de qualquer supermercado do país, com descontos nos preços de feijão, arroz, farinha, fubá, leite e diversos outros itens de primeira necessidade. Mas bastava fixar a atenção para perceber o detalhe: todos os preços terminavam com o mesmo valor – 17 centavos, inexplicavelmente grafados em tamanho maior que o normal.

A data não deixava dúvidas: as ofertas eram válidas até 27 de outubro de 2018, véspera do segundo turno das eleições presidenciais. O 17 era o número do então candidato Jair Bolsonaro. Em Roraima, onde os folhetos circularam, também era a dezena do candidato a governador Antonio Denarium – ambos, à época, filiados ao PSL.

LEIA TAMBÉM
Boliviano também denuncia uso ilegal do Whatsapp pró Bolsonaro

MBL faz campanha a favor de empresários sonegadores de impostos

Especialista em ‘fake news’ foge do Brasil após ameaças de bolsonaristas

Foi um caso flagrante de abuso de poder econômico promovido pelos donos das principais redes varejistas do estado.

As informações são do Intercept Brasil.