Eleitores descartam filhos como sucessores políticos de Bolsonaro, diz Paraná Pesquisas

O levantamento derradeiro da Paraná Pesquisas, em 2019, não é nada favorável ao clã Bolsonaro. A maioria dos eleitores brasileiros considera ineptos os filhos Carlos, Eduardo, Flávio e Renan para suceder seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na carreira política.

Qual dos filhos do Presidente Bolsonaro tem mais perfil para ser seu sucessor político?

  • Nenhum deles: 46,4%
  • Eduardo Bolsonaro, Deputado Federal por SP: 22,6%
  • Flávio Bolsonaro, Senador pelo RJ: 11,5%
  • Carlos Bolsonaro, Vereador no RJ: 7,7%
  • Jair Renan Bolsonaro, membro da diretoria do Partido Aliança pelo Brasil: 1,9%
  • Não sabe: 9,9%

Na prática, o sábio povo brasileiro vê “zeros à esquerda” os filhos do presidente da República. Traduzindo: o zero que fica à esquerda da vírgula não acrescenta nada ao número…

Os estilos belicosos de “Zero Um”, “Zero Dois” e “Zero Três” –que já estão na política– têm acelerado a decomposição do apoio político a Jair Bolsonaro na Câmara e no Senado.

Mas uma coisa é certa, segundo a Paraná Pesquisas: se Bolsonaro cair, como preveem os alquimistas de Brasília, não deixará herdeiro para o trono.

A Paraná Pesquisas ouviu 2.222 eleitores brasileiros em 26 estados e DF entre os dias 14 e 18 de dezembro de 2019. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos.

LEIA TAMBÉM
PR Pesquisas: Moro e Véio da Havan são lembrados para a vice de Bolsonaro

Lula será o principal adversário de Bolsonaro em 2022, diz pesquisa definitiva

Urgente: Polícia do Rio identifica terrorista que atacou Porta dos Fundos