Deputado bolsonarista quer acabar com o 13º salário


O deputado bolsonarista Lucas Gonzalez (Novo-MG) apresentou projeto para que o 13° salário seja parcelado em até 12 vezes, o que, na prática, significa acabar com o 13º, que perderia a sua finalidade. Segundo ele, o pagamento do 13º em 2 vezes, como prevê a legislação atual, “onera em demasia o empregador”.

O 13° é cláusula pétrea da Constituição, portanto, para acabar com ele seria necessário mudar a Constituição. Por isso a proposta do deputado de dividir o pagamento.

A proposta de Gonzalez é que, no caso de o empregado ainda não ter completado um ano de trabalho, o valor do 13° poderia ser dividido pelo número de meses trabalhados.

LEIA TAMBÉM:

Lula diz que pobres estão pagando caro pelas escolhas de Bolsonaro

FGTS R$ 998: tudo que você precisa saber para sacar o valor

CUT promete muita luta por direitos em 2020

O 13° salário, ou gratificação de Natal, que normalmente no Brasil é pago no meio do ano e o restante no final do ano, foi instituído há 57 anos e é visto não apenas como um importante benefício aos trabalhadores, que podem contar com uma renda extra no período de férias escolares e nas festas de fim de ano, mas também um importante fator de aquecimento do comércio e da economia.